22/10/2019

Você sabe como utilizar o seu FGTS para quitar o consórcio de imóvel?

Com o assunto do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) em alta, todo mundo quer saber como utilizar e em quais condições ele pode ajudar no sonho da casa própria.

No Consórcio, o FGTS pode ser utilizado na compra da primeira moradia, e de acordo com Edna Honorato, diretora do Consórcio Magalu, é uma ótima opção para quem busca uma forma segura e vantajosa de comprar a tão sonhada casa própria.

E para ajudar você a realizar o seu sonho, vamos te explicar 6 regrinhas básicas da Caixa Econômica e do Banco Central que todo trabalhador deve saber sobre esse benefício:

Todos os documentos devem ter o mesmo titular

O nome que constar na conta do FGTS, junto à Caixa Econômica Federal, deve ser o mesmo do titular da cota de consórcio de imóvel e também do titular no contrato do imóvel que foi adquirido.

Ter no mínimo três anos de FGTS

Esta é uma exigência da Caixa Econômica Federal, lembrando que esse prazo deve constar em Carteira de Trabalho.

Não ter outro imóvel no nome

O consorciado não pode em hipótese alguma, ter outro imóvel urbano em condição de moradia no nome.

Não ser titular de financiamento ativo de outro imóvel

O consorciado que já tiver um imóvel financiado em seu nome não poderá utilizar o FGTS em seu plano.

Ter parte de um imóvel

O consorciado pode ter até 40% da parte de um imóvel, desde que não more no local.

FGTS do cônjuge

Caso o consorciado queira utilizar o FGTS do cônjuge, o mesmo deverá estar presente no contrato como coobrigado e o regime de casamento que deverá ser universal ou parcial de bens. No caso de união estável também poderá fazer o uso do FGTS, porém deverá haver uma Escritura Pública de União Estável registrada em cartório.

Se você se encaixa em todas as regras para utilização do FGTS, confira agora como utilizar o Fundo de Garantia para quitar o seu consórcio de imóvel:

Liquidar: é realizado um saque do FGTS para quitar 100% das parcelas restantes da cota.

Amortizar: o saque é realizado no valor devedor para quitar as parcelas já vencidas.

Pagar parte das parcelas: O FGTS pode ser usado também, após a contemplação da carta de crédito, para diminuir o valor das parcelas em até 80%.

Viu só, o consórcio de imóvel é uma ótima opção para quem tem aquele FGTS retido há tempos e tem o sonho de sair do aluguel. Se ainda ficou alguma dúvida sobre o assunto, você pode entrar em contato com os nossos especialistas em qualquer Loja do Magazine Luiza ou através do Televendas, no 0800 940 3400. Aproveite e simule no site o plano que melhor se encaixa no seu sonho!

Você sabe como utilizar o seu FGTS para quitar o consórcio de imóvel?

Você sabe como utilizar o seu FGTS para quitar o consórcio de imóvel?

Postado em: 22/10/2019  

Com o assunto do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) em alta, todo mundo quer saber como utilizar e em quais condições ele pode ajudar no sonho da casa própria.

No Consórcio, o FGTS pode ser utilizado na compra da primeira moradia, e de acordo com Edna Honorato, diretora do Consórcio Magalu, é uma ótima opção para quem busca uma forma segura e vantajosa de comprar a tão sonhada casa própria.

E para ajudar você a realizar o seu sonho, vamos te explicar 6 regrinhas básicas da Caixa Econômica e do Banco Central que todo trabalhador deve saber sobre esse benefício:

Todos os documentos devem ter o mesmo titular

O nome que constar na conta do FGTS, junto à Caixa Econômica Federal, deve ser o mesmo do titular da cota de consórcio de imóvel e também do titular no contrato do imóvel que foi adquirido.

Ter no mínimo três anos de FGTS

Esta é uma exigência da Caixa Econômica Federal, lembrando que esse prazo deve constar em Carteira de Trabalho.

Não ter outro imóvel no nome

O consorciado não pode em hipótese alguma, ter outro imóvel urbano em condição de moradia no nome.

Não ser titular de financiamento ativo de outro imóvel

O consorciado que já tiver um imóvel financiado em seu nome não poderá utilizar o FGTS em seu plano.

Ter parte de um imóvel

O consorciado pode ter até 40% da parte de um imóvel, desde que não more no local.

FGTS do cônjuge

Caso o consorciado queira utilizar o FGTS do cônjuge, o mesmo deverá estar presente no contrato como coobrigado e o regime de casamento que deverá ser universal ou parcial de bens. No caso de união estável também poderá fazer o uso do FGTS, porém deverá haver uma Escritura Pública de União Estável registrada em cartório.

Se você se encaixa em todas as regras para utilização do FGTS, confira agora como utilizar o Fundo de Garantia para quitar o seu consórcio de imóvel:

Liquidar: é realizado um saque do FGTS para quitar 100% das parcelas restantes da cota.

Amortizar: o saque é realizado no valor devedor para quitar as parcelas já vencidas.

Pagar parte das parcelas: O FGTS pode ser usado também, após a contemplação da carta de crédito, para diminuir o valor das parcelas em até 80%.

Viu só, o consórcio de imóvel é uma ótima opção para quem tem aquele FGTS retido há tempos e tem o sonho de sair do aluguel. Se ainda ficou alguma dúvida sobre o assunto, você pode entrar em contato com os nossos especialistas em qualquer Loja do Magazine Luiza ou através do Televendas, no 0800 940 3400. Aproveite e simule no site o plano que melhor se encaixa no seu sonho!

Tags

Formas de pagamento

Baixe nosso app

Uma empresa do grupo
Luiza Administradora de Consórcios Ltda: - CNPJ: 60.250.776/0001-91
Feito com ♥ pela 8D PRO
Chat Chat