Quando acontece o reajuste no consórcio?

Já passamos do meio do ano de 2021 e as dúvidas sobre o reajuste no consórcio começam a surgir, já que estamos perto da época do ano em que esse reajuste de crédito ocorre.

Entretanto, apesar de ser feito anualmente, a quantidade de termos relacionados ao reajuste como IPCA, INCC, valorização da carta de crédito, entre outros, pode assustar um pouquinho.

O reajuste de crédito ocorre nos diversos segmentos do consórcio como carro, moto, serviços, imóveis e agro, e são baseados em índices que medem a valorização do mercado.

Neste artigo, pretendemos tirar as dúvidas sobre quando acontece o reajuste de preços e como ele é feito, além de como o reajuste de crédito é aplicado em seu plano de consórcio e nas suas mensalidades.

Vem com a gente ficar por dentro de tudo sobre reajuste no consórcio!

Como é calculado o reajuste no consórcio?

O Consórcio Magalu utiliza dois índices de correção do mercado para calcular o reajuste de preços dos seus planos de consórcio: o IPCA e o INCC.

No segmento de carro, moto, caminhão, eletro e móveis, serviços e agro é utilizado o IPCA, que é o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, o principal medidor da inflação no Brasil.

Calculado mensalmente pelo IBGE, o IPCA mostra o quanto a carta de crédito deve ser valorizada e, desse modo, qual reajuste deve ser feito nas parcelas. Aqui você entende melhor como é calculado o IPCA no consórcio.

Já o INCC, que é o Índice Nacional de Custo de Construção, é calculado mensalmente pela Fundação Getúlio Vargas e influencia a correção de preços dos planos de consórcio de imóveis.

O INCC leva em consideração a inflação e o aumento do custo de serviços e materiais utilizados nas construções imobiliárias, como por exemplo: materiais, equipamentos e mão de obra.

Esse artigo pode te ajudar a entender melhor os reajustes.

Por que é preciso fazer a valorização da carta de crédito do consórcio?

O reajuste no consórcio acompanha a valorização do mercado e ele ocorre para que o consorciado não perca o poder de compra da carta de crédito

Isso pois quando contemplado, o consorciado não irá precisar inteirar uma quantia na hora de pagar pelo seu sonho, já que o crédito do plano contratado pode não ser mais equivalente ou proporcional ao valor atual do bem no futuro.

Basicamente, entre o momento da contratação do plano e a contemplação com a carta de crédito, o valor do bem pode ter aumentado e se valorizado no mercado, e assim a carta de crédito já não irá mais cobrir o valor integral.

Com o reajuste de preços, a carta de crédito acompanha também essa valorização e o consorciado não precisa passar por um aperto para ter seu bem ou serviço em mãos.

Um detalhe importante de se lembrar é que após o reajuste no consórcio as mensalidades de todas as pessoas do grupo aumentam, mesmo que alguns consorciados já tenham sido contemplados. Isso acontece para que todo o grupo consiga manter seu poder de compra e ninguém saia prejudicado.

Em qual mês do ano é aplicado o reajuste no consórcio?

O reajuste no consórcio é realizado anualmente, no mês de outubro. Assim, os reajustes de IPCA dos consórcios de carro, moto, caminhão, eletro e móveis, serviços e agro ocorrem juntamente com o reajuste do INCC para o consórcio de imóvel. Ou seja, as pessoas que forem contempladas em outubro já irão receber a carta de crédito atualizada.

O reajuste no consórcio só acontece uma vez no ano e além de garantir o poder de compra do bem ou serviço, busca ajudar o consorciado a não ter problemas na hora da contemplação e da realização do sonho.

Consórcio Magalu: A melhor forma de investir nos seus sonhos

Todos os anos lidamos com diversos reajustes. Temos reajustes de salário no início do ano, valorização dos preços de produtos como botijão e gasolina, e de serviços no geral como aluguel e energia elétrica.

Assim sendo, é importante notar que o reajuste no consórcio não é um bicho de sete cabeças.

Apesar dele, o consórcio continua sendo o melhor investimento e o mais econômico por não apresentar juros. Vale ressaltar também que é uma modalidade muito prática por não necessitar de entrada.

Ao contrário de outros meios de aquisição que cobram juros e entrada e que, além disso, também sofrem correções de crédito anuais, o que acaba tornando o valor final pago do investimento mais alto do que de um consórcio.

Por isso, que tal começar a planejar a realização de seus sonhos e objetivos agora? O Consórcio Magalu #ÉPRATUDO e através dele você pode adquirir bens como casa própria, móveis e eletrodomésticos, carro, caminhão, eletrônicos e até mesmo aquela viagem internacional ou curso que você sempre quis fazer.

Simule agora qual plano de consórcio é perfeito para você! Baixe também o download do Consórcio Magalu, disponível na Google Play ou na App Store!

Saiba tudo sobre IPCA: o que é o IPCA no consórcio?

Fique por dentro das atualizações que garantem a realização do seu sonho e saiba mais detalhes sobre o IPCA no consórcio.

Devido à inflação, do aumento de preço e da valorização de bens, anualmente o Consórcio Magalu faz correções de crédito em suas parcelas de consórcios

O objetivo do reajuste do consórcio é garantir que ao ser contemplado, o consorciado tenha como adquirir o bem ou serviço desejado sem precisar completar a carta de crédito.

Em 2021, pensando sempre no melhor para seus clientes, o Consórcio Magalu alterou o índice utilizado no reajuste do consórcio. Dessa maneira, o IGPM, que até então era o medidor para as correções de crédito, foi substituído pelo IPCA.

O uso do IPCA no consórcio a partir deste ano ocorre pelo aumento muito expressivo do IGPM nos últimos meses, o que causaria, consequentemente, um aumento considerável nas parcelas dos consórcios.

Para esclarecer suas possíveis dúvidas sobre essa mudança e sobre esse indicador calculado pelo IBGE, neste artigo vamos explicar tudo sobre o IPCA no consórcio.

O que é e como funciona o IPCA no consórcio?

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, conhecido como IPCA, é considerado o principal indicador brasileiro da inflação. 

Calculado mensalmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), ele tem como principal objetivo apontar a variação de preços no comércio para o consumidor final.

O IPCA no consórcio é utilizado como referência na hora do cálculo das correções de crédito, que atualizam os preços das parcelas para certificar que todos os clientes de um grupo de compra compartilhada possuam poder de compra ao ser contemplado com a carta de crédito, independente do momento da contemplação.

Com o reajuste das parcelas e do IPCA no consórcio, é importante frisar e lembrar que sua carta de crédito também aumenta. Assim, quando contemplado, o valor da carta de crédito será maior que o valor contratado no início do plano de consórcio.

Outra coisa que é essencial ter em mente é que, caso você já tenha sido contemplado, mas ainda está pagando as parcelas da sua compra compartilhada, suas mensalidades também irão aumentar. Desse modo, todos os consorciados do grupo conseguem manter seu poder de compra após a contemplação e/ou final do plano.

Saiba quais segmentos da compra compartilhada o IPCA no consórcio influência

O IPCA no consórcio vai substituir o IGPM no cálculo das correções de crédito dos seguintes segmentos: carro, moto, eletro e móveis, caminhões e ônibus, serviços e agro

O reajuste do IPCA no consórcio é feito no mês de outubro e passa a ser válido após a assembleia do mês. Assim sendo, é importante que você que já está dentro ou deseja contratar um plano de consórcio desses segmentos fique atento às mudanças para não ficar perdido diante das novas atualizações de preços.

O reajuste do consórcio de imóvel continua sendo calculado a partir do Índice Nacional de Custo de Construção, o INCC, que aponta a variação de preços de itens utilizados em construções imobiliárias financiadas.

Entenda como calcular IPCA e a sua diferença do IGPM

Antes de aprender a calcular IPCA, vamos explicar brevemente a diferença entre o IPCA e o IGPM.

O IGPM é calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) é um índice de correção cuja finalidade é indicar o reajuste de tarifas públicas, de contratos de prestações de serviços e contratos de aluguéis. Seu cálculo leva em consideração o preço de itens como vestuário, transporte e comida.

Já o IPCA, como apontamos anteriormente, é medido e divulgado pelo IBGE entre os dias 1º e 30 de cada mês do ano.

Para calcular o IPCA, é necessário coletar os valores de produtos em lojas e estabelecimentos de prestação de serviços, concessionárias de serviços públicos (como luz e água), e também o valor da internet.

O cálculo do IPCA é realizado considerando os índices regionais das regiões metropolitanas de 13 capitais brasileiras. Cada região participa desse cálculo com um peso diferente.

O peso das categorias de  produtos e serviços também é diferente, e elas são: alimentação e bebidas; artigos de residência; comunicação; despesas pessoais; educação; habitação; saúde e cuidados pessoais; transportes e vestuário.

O IPCA no consórcio é influenciado por diversos fatores da economia, entre elas: o aumento do dólar; oferta de matéria-prima; crises econômicas; crises sanitárias; questões ambientais, entre muitas outras.

Segurança e confiança na realização dos seus sonhos

O Consórcio Magalu sempre se esforça para oferecer as melhores oportunidades para os brasileiros e quer te ajudar a alcançar diversas metas e realizar seu maior sonho com economia e segurança.

Aqui no Consórcio Magalu você consegue comprar carro, casa, moto, drones agrícolas, decorar sua casa ou estabelecimento comercial, fazer aquela pós ou intercâmbio, investir em uma viagem internacional e muito mais

A maior vantagem é que você não paga juros e nem precisa dar entrada.

Prezamos pela sua saúde financeira e por isso oferecemos os melhores planos de consórcio

Que tal fazer a simulação de qual plano se encaixa melhor com seu orçamento? Baixe também o app do Consórcio Magalu, disponível na Google Play ou na App Store!

Entendendo o reajuste: O que é reajuste de crédito?

Você com certeza já leu ou assistiu uma matéria que fala sobre reajuste de crédito e de valores de certos produtos como gasolina, botijão, energia elétrica… Isso ocorre e é comum porque todos os setores da economia precisam fazer a correção dos valores de seus produtos e serviços para ficarem atualizados em relação ao mercado

Dessa maneira, sempre devemos ficar atentos às correções de valores que possam afetar investimentos e até mesmo compras planejadas

Mas como esses reajustes são calculados? Quais são os índices que definem quanto e quando cada produto deve receber reajuste de crédito? Como essas correções interferem nas suas compras e investimentos?

Para sanar suas dúvidas, montamos neste artigo um guia do reajuste para você entender o assunto afundo. Boa leitura!

Reajuste de crédito: como a correção de valores afeta nosso cotidiano

A crise econômica fez com que os preços dos itens de supermercado aumentassem. Assim como, a bandeira vermelha significa que a sua conta de energia vai ficar mais cara. Todo dia, lidamos com correções de preços e reajuste de créditos causadas por diversos fatores econômicos e até mesmo sociais. 

O impacto da pandemia e do aumento do dólar nos preços de produtos e serviços

A pandemia da Covid-19, por exemplo, influenciou no aumento do preço do gás, já que este é diretamente ligado ao preço do petróleo, que vem sofrendo impactos desde o ano passado. Se o petróleo fica mais caro, o gás de cozinha também tem seu preço corrigido e a diferença é vista rapidamente pelos consumidores.

Entretanto, o reajuste tem que ser feito para que ninguém na linha de produção desses itens seja prejudicado. Se o revendedor de botijões compra seus produtos mais caros do fornecedor, ele tem que aumentar o preço de venda para não ficar no prejuízo.

Outro fator que influencia no reajuste de crédito e na correção de valores é a cotação do dólar. O preço de muitos produtos depende do valor de sua importação. Se o dólar aumentar, os produtos também seguem essa tendência e o reajuste precisa ser feito. 

O índice de correção, desse modo, é muito influenciado por fatores sociais, como pandemia, e econômicos e de mercado, como a alta do dólar. Para medir o reajuste dos produtos e serviços, no entanto, há indicadores que orientam e influenciam nessa correção de valores. 

O que é o IGPM e como ele é calculado?

Divulgado mensalmente pela Fundação Getúlio Vargas, o Índice Geral de Preços - Mercado (IGPM) é um índice de correção que funciona como indicador de reajuste de tarifas públicas, entre elas energia e telefonia, contratos de prestações de serviços e contratos de aluguéis.

O IGPM tem como objetivo registrar a variação de preços do mercado e utiliza como base os preços coletados entre o dia 21 do mês anterior e o dia 20 do mês atual. No cálculo do IGPM são os valores de itens como vestuário, transporte e comida.

Entenda o que é o Índice Nacional de Custo de Construção (INCC)

Também calculado mensalmente pela Fundação Getúlio Vargas, o INCC é o Índice Nacional de Custo de Construção. O objetivo do INCC é registrar o aumento dos custos de itens utilizados em construções imobiliárias financiadas.

Para isso, o INCC leva em consideração a variação de preços de itens e serviços como materiais de construção, equipamentos e mão de obra. Através deste índice que se calcula o valor necessário para construir uma moradia aqui no Brasil.

E o que seria reajuste no consórcio?

Quando o cliente contrata um plano de consórcio, ele tem em mente o valor do produto ou serviço que ele irá adquirir quando contemplado. É importante frisar que esse bem móvel, imóvel ou serviço, através das correções do mercado, tendem a se valorizar e precisam do reajuste de crédito.

Por exemplo, você contrata um plano de consórcio para adquirir um carro de R$45 mil. Com o passar dos meses e até mesmo anos, o mesmo modelo de carro que você pretendia comprar pode ter seu valor aumentado por causa da sua valorização e passa a custar digamos que R$50 mil no prazo de um ano.

Desse jeito, se você for contemplado com a carta de crédito com o valor original de R45 mil, você não irá conseguir comprar seu carro, pois o preço dele aumentou com o passar do tempo.

O reajuste de crédito serve para que o valor pago pelo consorciado durante seu plano de consórcio não fique desvalorizado diante do produto escolhido. Assim, o cliente continua com seu poder de compra.

Neste artigo, explicamos direitinho como é calculado o reajuste no consórcio

Vale ressaltar que diferente de um financiamento que também ocorre as interferências dos índices de correção do mercado, um consórcio se torna a opção mais econômica porque ainda sim, não cobra juros. 

Estamos à disposição para te ajudar na sua conquista

Aqui no Consórcio Magalu, realizamos a correção no mês de outubro e o novo valor dos créditos é aplicado a partir da assembleia do mês de outubro.

Nós do Consórcio Magalu prezamos por transparência, segurança e credibilidade. Dessa forma, estamos sempre preocupados em facilitar a conquista dos brasileiros com planejamento e economia. 

Agora que você já sabe o que é a correção de crédito e os detalhes sobre seu impacto no consórcio, aproveite para conhecer nossos planos de consórcio. Dá para comprar casa, carro, moto e contratar serviços que irão mudar sua vida sem pagar juros.

Baixe também nosso aplicativo disponível na Google Play ou na App Store para acompanhar as novidades da realização do seu sonho bem na palma da sua mão.

Valorização nas cartas de crédito em 2020

Todos os anos ocorrem as valorizações de crédito no consórcio que garantem que o valor do crédito adquirido seja correspondente à compra quando o consorciado for contemplado. Dessa maneira, mesmo que ocorra uma alteração no valor do bem, a carta de crédito continuará sendo suficiente para a aquisição.

Você se lembra o que é, e como se calcula a valorização nas cartas de crédito? Confira neste artigo como calcular o IGP-M para os segmentos de veículo, eletro e serviços e INCC para as cartas de imóvel. Boa leitura!

Valorizações das cartas de crédito no Consórcio: o que são?

As valorizações são índices calculados mensalmente pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Contudo, vale destacar que o Consórcio Magalu leva em consideração a média acumulada dos últimos 12 meses, no final do mês de setembro. Sendo assim, esse valor é aplicado a partir da assembleia do mês de outubro adiante.

Um ponto que vale ressaltar é a diferença do IGP-M e do INCC. O INCC é somente para as cartas do segmento de imóvel, se refere  ao Índice Nacional de Custo de Construção. Esse índice considera a inflação, assim como o aumento do custo dos insumos e dos serviços nas construções imobiliárias. Um exemplo disso são os materiais, os equipamentos e mão de obra. Já o IGP-M se refere ao Índice Geral de Preços do Mercado, sendo aplicado sobre os segmentos de veículo, eletro e serviços.

Como calcular o reajuste?

O valor da valorização das cartas já estão disponíveis, por isso, queremos te ajudar a calcular como ficarão suas parcelas daqui por diante ok?

 

INCC: 4,60%

 

Vamos considerar uma carta de crédito de R$10.000, em 50 meses, sendo que 25 parcelas já estão pagas.

Multiplique o valor da sua carta por 4,60%: R$10.000 x 4,60% = R$10.460

Esse é o valor da sua carta de crédito após a valorização R$ 10.460,00

Para calcular quanto fica o valor da parcela após a valorização, aplicamos o percentual de valorização, no valor da parcela:

R$ 250,00 x 4,60% = 11,50

Esse valor de R$ 11,50 será somado no valor de parcela, então no final ficará em: R$ 261,50

Esse exemplo que demos na matéria pode ser aplicado também para seu plano que foi valorizado pelo IGP-M ok?
E aí, ficou claro? Se alguém perguntar: o reajuste IGP-M de 2020 é de 13,02% e o do INCC é 4,60%. Os percentuais serão passados após a assembleia de Setembro e valerá para a assembléia de Outubro. Já para aqueles clientes que adquiriram as cotas a partir de 01/07/20, terão o reajuste só em 2021.

Conclusão

O Consórcio Magalu trabalha com transparência e fica feliz em esclarecer todas as suas dúvidas para que a sua experiência conosco seja a mais tranquila e feliz do começo ao fim, afinal, nós somos os únicos especialistas em realizar sonhos!

Ao longo deste artigo apresentamos os principais pontos sobre as valorizações das cartas de crédito através do IGP-M e INCC em 2020. Ficou alguma dúvida? Comente abaixo ou entre em contato com um de nossos especialistas online para esclarecer. Você também pode baixar gratuitamente o aplicativo do Consórcio Magalu, disponível no Google Play e App Store para ter acesso a todos os nossos serviços na palma da sua mão.

Chat Chat