Por que os reajustes de preços acontecem?

Reajustes de preços na conta de luz, na conta de água, aluguel, gasolina, nas mensalidades do consórcio e até mesmo no salário. Estamos sempre lidando com a correção de valores em serviços e produtos que consumimos no cotidiano.

Os reajustes de preços são atualizações dos valores de certos serviços e mercadorias que são diretamente influenciados por alterações no mercado econômico. O reajuste anual impacta diversos setores da economia e as correções são essenciais para manter os valores de produtos e serviços atualizados.

Eles podem acontecer anualmente, como é o caso do reajuste no consórcio e de aluguel, ou podem ocorrer em espaços de tempos menores e mais variados, como acontece com o preço do gás e do combustível.

No entanto, você sabe os motivos e causas para os reajustes de preços acontecerem? Neste artigo vamos explicar direitinho para você, então fique ligado!

Quais fatores influenciam os reajustes de preços?

Os preços de produtos que encontramos nos supermercados, o valor de nossos aluguéis e até mesmo a quantia que gastamos com contas de energia sofrem interferências externas que alteram e corrigem esses valores, fazendo assim os reajustes de preços ocorrerem.

Isso acontece porque fatores como inflação, alta do dólar e crises econômicas e sanitárias, como a pandemia de Covid-19, influenciam diretamente os preços desses produtos e tarifas. 

Assim sendo, seguindo índices que medem essas variações de valores, empresas, governos e comerciantes podem fazer reajustes de preços em seus produtos, serviços, além do reajuste nas tarifas.

Os reajustes de preços das tarifas, produtos e serviços que impactam o seu cotidiano

Para ficar mais claro como funcionam os reajustes de preços, trouxemos alguns exemplos de correção de preços e valorizações de serviços, produtos e mensalidades que afetam o seu cotidiano.

O reajuste no preço do combustível 

O preço da gasolina comprada no posto de combustível depende da variação de parâmetros como o custo da gasolina comum nas refinarias, tributos estaduais e federais, preço do etanol anidro, margem bruta de revenda e do custo de transporte e margem de distribuição.

Se por acaso algum desses itens tiver seu preço elevado, há reajustes de preços do produto e o valor da gasolina também sobe.

Reajuste nas tarifas de energia 

A correção de valores das tarifas de energia acontecem por motivos como aumento do custo de geração de energia, que podem ser causados por secas e crises hidrológicas. 

Os reajustes de preços das tarifas de energia são feitos anualmente, mas o sistema de bandeiras tarifárias permite que as companhias de energia façam cobranças extras mensalmente, de acordo com o gasto de energia do consumidor.

Reajuste no valor do aluguel 

Os reajustes de preços de aluguel ocorrem anualmente, no “aniversário” de assinatura de seu contrato. Ele é calculado de acordo com um índice que acompanha a variação de preços no mercado. Esse índice está indicado no contrato e pode ser o IGP-M, INPC, IPC, IPCA, entre outros.

Reajuste salarial 

Nem só de aumento nos valores a serem pagos vive o ser humano. O reajuste salarial pode acompanhar a inflação, mas é comum que ele seja de acordo com os valores definidos pelos sindicatos de cada profissão. 

Feito anualmente, o reajuste de salário é um direito do trabalhador e permite que todos preservem seu poder de compra.

Reajuste no consórcio: o que é e como é calculado?

Anualmente, no mês de setembro, os preços das mensalidades do Consórcio Magalu são atualizadas. Esse reajuste no consórcio ocorre para que a carta de crédito tenha uma valorização assim como o produto ou serviço contratado pelo consorciado.

Vamos supor que você contrate um plano de consórcio para adquirir, por exemplo, uma moto no valor de R$9 mil. Depois de alguns meses, ou anos, o valor dessa moto pode subir para R$10,500 mil. Sua carta de crédito já não cobre mais o valor da moto.

Por isso, é necessário fazer um ajuste no valor das mensalidades para que, no fim, você consiga adquirir seu produto ou serviço com o valor total da carta de crédito.

O reajuste não é um juros do consórcio, apenas uma maneira de garantir que a carta de crédito do consorciado esteja equivalente ao valor do serviço ou produto desejado. Desse modo, o consorciado não perde o poder de compra quando for contemplado.

O reajuste do consórcio segue o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M),  que é um indicador de reajustes de preços das tarifas públicas, de contratos de prestações de serviços e contratos de aluguéis e do Índice Nacional de Custo de Construção (INCC), que aponta o aumento dos custos de itens utilizados em construções imobiliárias financiadas.

O IGP-M é utilizado no cálculo do reajuste de mensalidades dos segmentos de carro, moto, serviços, eletro e móveis e o INCC para os contratos de imóveis. 

Você pode ler mais sobre  como é calculado o reajuste no consórcio

Se organize financeiramente com o Consórcio Magalu

Agora que você já está craque no assunto das correções de preços e reajuste, aproveite para planejar seu futuro. Não deixe para depois e faça agora a simulação de qual plano de consórcio tem mais a ver com você.

Baixe o app do Consórcio Magalu na Google Play ou na App Store e fique por dentro de nossas novidades.

Chat Chat